A Síria estava se preparando para ataque Israelense

‘A Síria estava se preparando para ataque Israelense’http://www.jpost.com/

A Síria estava se preparando para um ataque Israelense em grande escala há umas duas semanas atrás, relatou na quarta-feira o jornal al-Khaleej, publicado nos Emirados Árabes Unidos.

O al-Khaleej citou “fontes sênior” em Damasco dizendo que a Síria tinha recebido inteligência de que Israel considerava seriamente lançar uma ofensiva durante o feriado do Id al-Fitr, que marca o fim do Ramadan.

Conseqüentemente, diz o artigo, a Síria começou a tomar “medidas defensivas.”

As fontes Sírias, que não foram identificadas, disseram ao al-Khaleej que a Rússia e a China, ao serem informadas dos interesses da Síria, emitiram “avisos severos” a Jerusalém e a Washington de que um ataque Israelense destruiria o equilíbrio do Oriente Médio. De acordo com o relatório, China e Rússia pediram que os Estados Unidos interviessem e “controlassem” o que a Síria reconhece como ameaças de guerra do Primeiro Ministro Ehud Olmert.

“Apesar das mensagens aplacadoras de Israel, emitidas através dos mediadores, há ainda uma possibilidade de um confronto militar,” disseram as fontes ao jornal dos EAU.

As fontes adicionaram que o presidente Sírio Bashar Assad havia levantado a questão durante sua visita a líderes da Turquia na última semana, e disseram que o chefe militar da Turquia tinha dado a Assad sua palavra de que a Turquia não permitiria que Israel utilizasse seu espaço aéreo para atacar a Síria.

Entrementes, os peritos dos EUA disseram ter identificado a instalação nuclear do Rio Eufrates na Síria supostamente bombardeada por aviões da FAI no mês passado, bem como as imagens de satélite das instalações que mostram edifícios em construção, o Washington Post relatou na quarta-feira. De acordo com o relatório, as instalações eram similares em projeto a um reator nuclear Norte-Coreano capaz de produzir material nuclear para uma bomba por ano.

Fotografias da área tiradas antes do ataque de seis de setembro mostram um complexo isolado que incluía uma estrutura em forma de caixa similar ao tipo de edifício que se usa para abrigar um reator de gás-grafita. Elas mostram também o que poderia ter sido uma estação de bombeamento usada para fornecer a água de resfriamento para o reator, David Albright perito do Instituto Americano para a Ciência e a Segurança Internacional (ISIS) foi citado como fonte pelo Washington Post.

O jornal relatou também que os peritos internacionais e americanos familiares com o local, a quem foram mostradas as fotos na terça-feira, disseram haver uma forte possibilidade de que elas mostrem o complexo remoto que foi supostamente atacado por Israel. Os oficiais Israelenses e a Casa Branca evitaram comentar.

A instalação descrita foi localizada a aproximadamente 10 quilômetros ao norte de Tibnah na região de Dayr az Zawr, de acordo com um relatório do ISIS a ser liberado na quarta-feira. Albright, um antigo inspetor de armas da ONU, disse que o tamanho das estruturas sugere que a Síria pode ter construído um reator de gás-grafita de aproximadamente 20 a 25 megawatts de calor, que é similar ao reator que a Coréia do Norte construiu em Yongbyon.