Jerusalém: Um Cálice de Tontear

A Batalha por Jerusalém

Os mais recentes esforços para forjar um acordo entre Israel e os Palestinos em Camp David (EUA), terminou em fracasso, como todos os anteriores. Os Israelitas culpam os Palestinos. Os Palestinos culpam os Israelitas. Ambos os lados acusam os EUA de serem parciais com o outro. E a pedra de tropeço, como o presidente Bush anunciou quando o encontro fracassou, foi Jerusalém.

O Motivo (Ignorado) Por Trás do Conflito:

Todas as vezes se resume a Jerusalém. E todas as vezes ele paralisa o processo de paz. Porque essa pequena cidade no meio de país minúsculo é tão valiosa para ambos os lados?

Jerusalém não tem nenhuma das qualidades que expliquem a fundação de uma grande cidade. Não está próxima a um porto marítimo. Não está próxima a um rio. Não está em uma rota mercante ou no caminho de uma caravana. Não está em uma grande fonte natural de água pura. Não está localizada estrategicamente para propósitos militares. Há uma só razão para os séculos de paixão que se têm estendido sobre ela. A história antiga de Jerusalém a liga ao reino do espírito e de Deus. Ela foi primeiramente mencionada em Gêneses 14.18-20, cerca de 2000 aC, como sendo o lar de Melquisedeque, o misterioso porém grande Profeta do Altíssimo Deus, a quem até mesmo Abraão se curvou e deu o dízimo. A cidade então era chamada Salém (Paz).

Depois disso, ela foi o lar de um povo feroz chamado os Jebusitas. Muitos desse povo eram gigantes, chegando a mais de 2,40 metros de altura. Mesmo Josué e Caleb não conseguiram expulsá-los. Assim, até o tempo do Rei Davi, a cidade era chamada de Jebus e os Israelitas viviam nela sob as suas leis.

Davi finalmente derrotou os Jebusitas com uma maravilhosa vitória a despeito de suas pesadas fortificações e de seus guerreiros enormes. O Salmo 24 registra como os Jebusitas desafiaram Davi e seu exército e zombaram do Deus de Israel. Esse foi o seu grande erro. Davi fez aliança com o Deus de Israel para capacitá-lo a derrotá-los e Ele o fez. Assim, um pouco mais de 1000 anos antes do nascimento de Cristo, Davi estabeleceu a cidade como a eterna capital de Israel por ordem de Deus. A cidade que havia sido chamada Jebus e Salém tornou-se Jerusalém, a Cidade da Paz.