Profecias do Anticristo - Parte Cinco

Patrick Heron

25 de Novembro de 2007
RaidersNewsNetwork.com

Aprendemos que o Abismo é um lugar encarceramento para espíritos e anjos. Esse lugar é uma prisão subterrânea também é chamado de Tártaro e de poço sem fundo. Então, qual é a diferença entre anjos e espíritos? Muitas pessoas pensam que os espíritos são entidades invisíveis, etéreas que assombram as casas ou possuem humanos dementes. Mas que relação têm os espíritos com os anjos?

“E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha destra, Até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés?”

“Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?” Hebreus 1:13-14

Isto se refere ao que chamamos anjos da guarda que ministram àqueles que são Cristãos salvos. Mas isso também nos diz que os anjos são espíritos. No verso 7 do mesmo capítulo lemos, “E, quanto aos anjos, diz: Faz dos seus anjos espíritos, E de seus ministros labareda de fogo”. Duas vezes no mesmo capítulo nos é dito que os anjos são espíritos.

Outro exemplo claro desta verdade é dado no Livro de Atos capítulo 8. Este é o registro de Felipe que foi ordenado por um anjo a falar com um eunuco que era muito importante no governo de Candace, rainha da Etiópia. Depois de ensinar a esse homem a verdade sobre a ressurreição, o eunuco pede para ser batizado e diz crer que Jesus seja o Filho de Deus. Aqui estão alguns trechos da história:

“E o anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo...” v. 26

“E disse o Espírito a Filipe: Chega-te...” v. 29

“E, quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco; e, jubiloso, continuou o seu caminho. E Filipe se achou em Azoto...” vs. 39 e 40

Era “o anjo do Senhor” que foi enviado em missão especial a Felipe. Imediatamente depois o mesmo ser é chamado de espírito – “... disse o espírito a Felipe...” – enquanto no verso 39 o mesmo mensageiro angélico é chamado de “o espírito do Senhor” (isto é, o espírito enviado pelo senhor), o qual terminou a sua missão levando Felipe para Azoto. Falamos então de alguém sendo “espiritado” para longe.

Isso prova que os anjos são espíritos. Mas e quanto à sua aparência? Com o que se parecem? Serão eles como querubins nus com arcos e flechas? Ou seres gloriosos com longos cabelos loiros e asas enormes? Bem, para começar, anjo é uma palavra enganosa. Ela vem do Grego aggelos e uma tradução melhor seria mensageiro ou agente. O mesmo é verdade para a palavra Hebraica, malak, que também se traduz como anjo. Esses seres são normalmente enviados para anunciar novidades.

“E aconteceu que, exercendo ele (Zacarias) o sacerdócio diante de Deus... um anjo do Senhor lhe apareceu, posto em pé, à direita do altar do incenso.”

“... disse-lhe: Eu sou Gabriel, que assisto diante de Deus, e fui enviado a falar-te e dar-te estas alegres novas.” Lucas 1:8, 11, 19

Esse mesmo Gabriel foi enviado a Daniel 500 anos antes disso e foi ele quem ditou o Livro de Daniel. Aqui Daniel relata seu encontro com Gabriel:

“Estando eu, digo, ainda falando na oração, o homem Gabriel, que eu tinha visto na minha visão... e tocou-me, à hora do sacrifício da tarde.” Daniel 9:21

Isto nos informa que Gabriel era um homem. Muitas vezes no Novo Testamento nós temos esses mensageiros aparecendo às pessoas e eles sempre são chamados de homens. Por exemplo, quando as mulheres foram ungir o corpo de Jesus no sepulcro, elas se encontraram com dois homens em vestimentas resplandecentes que lhes perguntaram, “Por que buscais o vivente entre os mortos?” E mais tarde, enquanto Ele ascendia ao Céu, está escrito:

“E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco.” Atos 1:10

Existem muitos outros exemplos desses homens, que são mensageiros, aparecendo por todo o Novo Testamento. Somos até mesmo aconselhados a sermos bondosos com os estrangeiros pois “não o sabendo, hospedaram anjos”. Em outras palavras, pessoas se encontraram e interagiram com homens e não se deram conta de que esses homens eram seres angélicos.

Então, esses seres que chamamos de anjos são espíritos em natureza e como os homens em aparência. Existe somente uma menção a anjos femininos na Bíblia e está em Zacarias, onde ela as descreve como tendo asas. Em nenhum lugar nos é dito que anjos masculinos tenham asas. Mas sua natureza é espírito assim como nossa a nossa natureza é carne e osso. Porque são espíritos, eles existem no plano do sobrenatural e podem realizar coisas que estão além de nós, já que somos meros humanos e estamos restritos à esfera do natural.

Assim, o que podemos concluir é que os espíritos são anjos e que eles se parecem com homens. Então, quando nos é dito que existem espíritos presos em cavernas escuras no Tártaro, também conhecido como Abismo ou poço sem fundo, podemos dizer com certeza que esses seres são anjos e que eles se parecem com homens.

E não admira. Por várias vezes nos primeiros capítulos de Gêneses, falando da criação de Adão, está escrito:

“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança... E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou...” Gêneses 1:26 e 27

Em certo momento Jesus declara: “Quem me vê a mim vê o Pai”. Em outras palavras, Ele se parece com seu Pai. Apesar de Deus ser espírito, aparentemente Ele tem uma imagem e é a de um homem. No apocalipse se fala de um Cordeiro assentado à mão direita do Trono de Deus e esse trono é cercado por 24 outros tronos ocupados por 24 anciãos. Então quando se diz “façamos o homem à nossa imagem”, talvez sejam esses os personagens a que se refira.

Eu sei que alguns dirão que Deus é espírito e que Ele não tem forma ou atrativos. Mas nós deduzimos que os anjos são espíritos e que eles se parecem com os homens e são, de fato, chamados de homens muitas vezes. Então podemos dizer com certeza que os anjos são homens. Não humanos como nós. Mas homens assim mesmo, mas de natureza espiritual.

Para muitos que queiram argumentar que nós humanos não nos parecemos com nosso criador, existem vários versos no Novo Testamento que declaram que sim. Apresentarei somente um aqui.

“O homem, pois, não deve cobrir a cabeça, porque é a imagem e glória de Deus...” 1 Coríntios 11.7

Então, quem são esses homens que habitam o poço sem fundo? Quando é profetizado que “a besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição”, quem é essa Besta? Quando se refere a esse ser como uma besta, eu não creio que esse termo nos forneça uma pista para a sua identidade. Eu considero que “besta” seja uma figura de linguagem da mesma forma que Cordeiro de Deus e Leão da tribo de Judá são figuras que se referem à pessoa de Jesus.

Ele não nem um cordeiro nem um leão. Mas essas são as características de Sua personalidade de forma que Ele é tão dócil quanto uma ovelha pode também ser tão forte e valente quanto um leão quando surge a necessidade. Pelo mesmo sinal, duas vezes no Apocalipse se fala do “dragão, aquela antiga serpente, que é o Diabo e Satanás”. Os termos dragão e serpente são figuras de linguagem para descrever o arquiinimigo de Deus. Uma serpente é uma criatura esperta, maliciosa e por vezes venenosa que é fria como o gelo, que pode se esgueirar até você sem produzir um som e atacar com resultados mortais (você já olhou nos olhos de uma serpente?). E um dragão é um monstro feroz que devora tudo o que encontra.

Novamente essas são descrições do mal personificado no Diabo em oposição às do Messias. Então, quando se fala da Besta do Abismo, esta palavra está descrevendo a personalidade do ser. Ele é uma besta selvagem.

Apocalipse 9 nos mostra o aparecimento desse ser e nos dá outra importante pista de sua origem.

“E O QUINTO anjo tocou a sua trombeta, e vi uma estrela que do céu caiu na terra; e foi-lhe dada a chave do poço do abismo. E abriu o poço do abismo, e subiu fumaça do poço, como a fumaça de uma grande fornalha, e com a fumaça do poço escureceu-se o sol e o ar.” Vs 1 e 2

Nós retornaremos a isso no próximo segmento.