Gogue e Magogue

A Batalha Pertence ao Senhor

Deus declara através de Seu profeta Ezequiel que derrotará a Rússia e seus aliados no maior desastre militar da história. De acordo com Ezequiel 39.2, cinco sextos do exército comandado pela Rússia (85 por cento) será aniquilado por Deus sobre as montanhas de Israel. O Senhor iniciará o maior terremoto já experimentado até então na história, com centro nas montanhas de Israel, mas afetando as cidades ao redor do globo. Ademais, a destruição sobrenatural será acompanhada pelos julgamentos adicionais de Deus, incluindo “peste, chuva inundante, grandes pedras de saraiva, fogo e enxofre” (38.22). O Senhor trará tamanha confusão e caos sobre o inimigo, que “a espada de cada um se voltará contra seu irmão” (verso 21). A devastação e perda de vidas humanas será tão grande que “a casa de Israel os enterrará durante sete meses” (Ezequiel 39.12). As armas e suprimentos de combustível capturados proverão combustível para as cidades e vilas de Israel por sete anos (verso 9).

É interessante notar que novas armas Russas estão sendo produzidas utilizando um novo material chamado “lignostone”. Preparado de um material de madeira comprimido, esse material foi desenvolvido na Holanda para ser usado como combustível. Entretanto, os laboratórios bélicos Soviéticos descobriram que essa substância única, chamada lignostone, é tão forte quanto o aço, leve, moldável, e quase invisível ao radar. Essas características únicas encorajaram os militares Soviéticos a utilizarem esse material vários veículos militares e armamentos. Uma das características da lignostone é que ela queima a temperaturas muito altas e pode ser prontamente utilizada como um combustível alternativo. O uso de lignostone, e o fato de que as unidades militares móveis Russas podem levar grandes quantidades de combustível (em containers de 100 metros de lado) para seus tanques e helicópteros, pode explicar a profecia de que a derrota desse exército proverá vasta fonte de combustível para Israel por um período de sete anos.

A profecia registrada em Ezequiel 38.21 e 39.21-22 indica que o propósito de Deus nessa intervenção extraordinária na história é para glorificar e santificar Seu Santo Nome aos olhos de Israel e das nações Gentias. A impressionante destruição associada com essa vitória sobre o exército comandado pela Rússia não ficará confinada somente aos exércitos invasores. Deus declarou, “E enviarei um fogo sobre Magogue e entre os que habitam seguros nas ilhas; e saberão que eu sou o Senhor.” (Ezequiel 39.6). A Rússia (Magogue) será devastada pela ira de Deus, bem como as nações que “habitam seguros nas ilhas”, que pode se referir à Europa e América.

A Rússia pré-posicionou suprimentos militares no Líbano, Iraque, Síria, Líbia e Egito na preparação para a invasão Russo-Árabe de Israel. É mais fácil e mais eficiente para a Rússia enviar por avião grande número de homens com armamentos leves para a Síria, Egito e Líbano para pegar as armas pré-posicionadas, do que enviar suprimentos militares pelo ar para eles. Equipamentos militares normalmente pesam de cinco a dez vezes mais que o soldado que o utilizará. A mesma lógica motivou os militares Norte Americanos a pré-posicionarem enormes quantidades de suprimentos militares na Europa para que estivessem disponíveis às tropas Americanas e Canadenses que voariam para a Alemanha e França no evento de uma invasão Russa à Europa Ocidental. A OLP, Iraque, Jordânia, Líbia e Síria estão elas mesmas tão fortemente armadas que têm pouca utilidade prática para esse equipamento adicional.

O autor profético, Grant Jeffrey, dá um possível vislumbre sobre o tempo da invasão de Magogue. Ele escreve: “Apesar das Escrituras não indicarem o ano em que essa invasão futura e a derrota da Rússia ocorrerão, o profeta Ageu nos dá uma forte indicação de qual será o dia, na verdade. Ageu revela que no vigésimo quarto dia do nono mês (Chisleu) do calendário Judaico, o dia anterior aoHanukkah, Deus salvará Israel, como o fez duas vezes antes nesse dia: (1) a derrota do exército Sírio e a retomada do Templo em 165 a.C. e (2) a captura de Jerusalém das mãos dos Turcos pelos Britânicos em 1917, durante as batalhas finais da 1ª Gerra Mundial”.

O profeta Ageu declara: “E veio a palavra do Senhor segunda vez a Ageu, aos vinte e quatro dias do mês, dizendo: Fala a Zorobabel, governador de Judá, dizendo: Farei tremer os céus e a terra; E transtornarei o trono dos reinos, e destruirei a força dos reinos dos gentios; e transtornarei os carros e os que neles andam; e os cavalos e os seus cavaleiros cairão, cada um pela espada do seu irmão.” (Ageu 2.20-22).

A descrição de Ageu e a exata linguagem de sua profecia são sobrenaturalmente parecidas com a linguagem de Ezequiel 38 e 39 que descreve a derrota da Rússia. O interessante é que Ageu nomeia o exato dia do ano em que isso ocorrerá. Uma vez que tantas outras profecias se cumpriram tão precisamente até ao dia, há uma forte possibilidade de que este evento profético também ocorrerá na data apontada de seu aniversário no calendário Bíblico. “Eis que vem, e se cumprirá, diz o Senhor Deus; este é o dia de que tenho falado.” (Ezequiel 39.8). O encontro de Deus com a Rússia está marcado; não será adiado.

A Rússia e seus aliados têm o seu encontro com o destino, nós também temos o nosso destino “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” (Romanos 3.23) e “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 6.23), mas diferentemente da Rússia e seus aliados, você pode mudar o seu destino!