Os Tempos do Fim Segundo Isaías, Parte 2

Estudo Bíblico por Jack Kelley - www.gracethrufaith.com

Começaremos esta parte em Isaías 2:6 e continuaremos até o capítulo 4. Tendo nos dado uma rápida descrição da Era do Reino de Israel, Isaías agora voltará para dar mais detalhes sobre o tempo logo antes da 2ª Vinda.

O Dia do Senhor
Mas tu desamparaste o teu povo, a casa de Jacó, porque se encheram dos costumes do oriente e são agoureiros como os filisteus; e associam-se com os filhos dos estrangeiros, e a sua terra está cheia de prata e ouro, e não têm fim os seus tesouros; também a sua terra está cheia de cavalos, e os seus carros não têm fim. Também a sua terra está cheia de ídolos; inclinam-se perante a obra das suas mãos, diante daquilo que fabricaram os seus dedos. (Isaías 2:6-8)

Aqui está outra pista de que nos Tempos do Fim Israel acumulará grandes riquesas. Ezequiel também fez referências à reiquesa de Israel no tempo que leva até a batalhe de Ezequiel 38-39. Para explicar os motivos de Gogue em formar uma coalisão para atacar Israel, Deus fez Ezequiel revelar seus pensamentos. "Subirei contra a terra das aldeias não muradas; virei contra os que estão em repouso, que habitam seguros; todos eles habitam sem muro, e não têm ferrolhos nem portas; a fim de tomar o despojo, e para arrebatar a presa, e tornar a tua mão contra as terras desertas que agora se acham habitadas, e contra o povo que se congregou dentre as nações, o qual adquiriu gado e bens, e habita no meio da terra." (Ezequiel 38:11-12)

Um grupo de nações à volta confirmará isto, perguntando, "Vens tu para tomar o despojo? Ajuntaste a tua multidão para arrebatar a tua presa? Para levar a prata e o ouro, para tomar o gado e os bens, para saquear o grande despojo?" (Ezequiel 38:13)

Hoje em dia tal saque não existe. Portanto não há motivos para a Rússia (Magogue) liderar o ataque. Toda a conversa sobre destruir Israel é baseada em questões religiosas, algo que não interessa à Rússia. Não há, portanto, nenhum incentivo do tipo mencionado por Ezequiel para incitar a Rússia à ação. Entretanto, se Israel descobrisse maciças reservas petrolíferas, como alguns acreditam que irá acontecer em breve, esta seria outra história. A Rússia tem interesse estratégico no petróleo mundial. Uma grande descoberta em Israel poderia servir como uma aposta tentadora para a Rússia, suficiente para justificar liderar a colisão Muçulmana em sua busca religiosa pela destruição da nação Judaica.

Vários detentores de informações privilegiadas dizem que é somente uma questão de tempo antes que isto aconteça, inundando Israel em petro-dolares com a promessa de muitos bilhões por vir. Eles dizem que Moisés profetisou isto em Deut. 33:19 e 24. Especialistas estão realizando perfurações em Israel hoje na força dessas profecias e os resultados preliminares são promissores.

E a sua terra está cheia de prata e ouro, e não têm fim os seus tesouros; também a sua terra está cheia de cavalos, e os seus carros não têm fim. Também a sua terra está cheia de ídolos; inclinam-se perante a obra das suas mãos, diante daquilo que fabricaram os seus dedos. E o povo se abate, e os nobres se humilham; portanto não lhes perdoarás. Entra nas rochas, e esconde-te no pó, do terror do Senhor e da glória da sua majestade. Os olhos altivos dos homens serão abatidos, e a sua altivez será humilhada; e só o Senhor será exaltado naquele dia. (Isaías 2:7-11)

Note que o Senhor não está falando somente de Israel aqui, mas de toda a humanidade. Quando Ele terminar não haverá dúvida quanto a Quem é exaltado e quem não é. Zacarias falou do dia da volta do Senhor da seguinte forma. E o Senhor será rei sobre toda a terra; naquele dia um será o Senhor, e um será o seu nome. (Zacarias 14:9)

Mais tarde, Paulo escreveu: Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai (Fil. 2:9-11). A propósito, reconhecê-Lo como Senhor é uma boa coisa a fazer, mas não solucionará o problema do mundo descrente. Depois que Ele voltar será tarde demais para que eles O aceitem como Salvador e escapem do julgamento. Eles serão levados para fora concordando que Ele realmente é o Senhor e admitindo que recusaram a Sua oferta de perdão.

Porque o dia do Senhor dos Exércitos será contra todo o soberbo e altivo, e contra todo o que se exalta, para que seja abatido; e contra todos os cedros do Líbano, altos e sublimes; e contra todos os carvalhos de Basã; e contra todos os montes altos, e contra todos os outeiros elevados; e contra toda a torre alta, e contra todo o muro fortificado; e contra todos os navios de Társis, e contra todas as pinturas desejáveis.

E a arrogância do homem será humilhada, e a sua altivez se abaterá, e só o Senhor será exaltado naquele dia. E todos os ídolos desaparecerão totalmente. Então os homens entrarão nas cavernas das rochas, e nas covas da terra, do terror do Senhor, e da glória da sua majestade, quando ele se levantar para assombrar a terra.

Naquele dia o homem lançará às toupeiras e aos morcegos os seus ídolos de prata, e os seus ídolos de ouro, que fizeram para diante deles se prostrarem. E entrarão nas fendas das rochas, e nas cavernas das penhas, por causa do terror do Senhor, e da glória da sua majestade, quando ele se levantar para abalar terrivelmente a terra. Deixai-vos do homem cujo fôlego está nas suas narinas; pois em que se deve ele estimar? (Isaías 2:12-22)

Três coisas mencionadas repetidamente aqui nos dão uma cena vívida dos Tempos do Fim. Homens arrogantes, engajados em idolatria em desafio a Deus, escondendo-se da ira do Todo-Poderoso sob as rochas. Lembre-se, ídolos não são necessariamente pequenas estatuetas. Ídolos são qualquer coisa a que o homem dê maior importância em sua vida do que o Senhor. Zacarias 13:2 diz: "E acontecerá naquele dia", diz o Senhor dos Exércitos, "que tirarei da terra os nomes dos ídolos, e deles não haverá mais memória".

E em Apocalipse 6:15-17 João escreveu: E os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e todo o servo, e todo o livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas; e diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono, e da ira do Cordeiro; porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir?

Com a abertura dos sete selos, a Ira de Deus virá e a humanidade começará a experimentar as consequências de sua desobediência. Como seu pai Adão, foi-lhes dada somente uma regra, crer nAquele que Ele enviou (João 6:29), mas eles recusaram.

Isaías 3 ... Julgamento Sobre Jerusalém e Judá
O foco de Isaías agora se estreita para lidar especificamente com o povo Judeu.

PORQUE, eis que o Senhor, o Senhor dos Exércitos, tirará de Jerusalém e de Judá o sustento e o apoio; a todo o sustento de pão e a todo o sustento de água; o poderoso, e o homem de guerra, o juiz, e o profeta, e o adivinho, e o ancião, o capitão de cinqüenta, e o homem respeitável, e o conselheiro, e o sábio entre os artífices, e o eloqüente orador.

E dar-lhes-ei meninos por príncipes, e crianças governarão sobre eles. E o povo será oprimido; um será contra o outro, e cada um contra o seu próximo; o menino se atreverá contra o ancião, e o vil contra o nobre. Quando alguém pegar de seu irmão na casa de seu pai, dizendo: "Tu tens roupa, sê nosso governador, e toma sob a tua mão esta ruína";

Naquele dia levantará este a sua voz, dizendo: "Não posso ser médico, nem tampouco há em minha casa pão, ou roupa alguma; não me haveis de constituir governador sobre o povo".

Porque Jerusalém está arruinada, e Judá caída; porque a sua língua e as suas obras são contra o Senhor, para provocarem os olhos da sua glória. O aspecto do seu rosto testifica contra eles; e publicam os seus pecados, como Sodoma; não os dissimulam. Ai da sua alma! Porque fazem mal a si mesmos. Dizei ao justo que bem lhe irá; porque comerão do fruto das suas obras. (Isaías 3:1-10)

Israel experimentará um vácuo de liderança. Não haverá propósito comum entre o povo. Seu único pensamento será a sobrevivência. Eles buscarão em vão por alguém para ajudá-los a resolver seus problemas, mas ninguém será encontrado. Tendo desfrutado de grande riquesa, eles agora terão tão pouco que um homem com usando um casaco será tido com posuidor de potencial para a liderança.

Dizei ao justo que bem lhe irá; porque comerão do fruto das suas obras. Ai do ímpio! Mal lhe irá; porque se lhe fará o que as suas mãos fizeram. Os opressores do meu povo são crianças, e mulheres dominam sobre ele; ah, povo meu! Os que te guiam te enganam, e destroem o caminho das tuas veredas.

O Senhor se levanta para pleitear, e põe-se de pé para julgar os povos. O Senhor entrará em juízo contra os anciãos do seu povo, e contra os seus príncipes; é que fostes vós que consumistes esta vinha; o espólio do pobre está em vossas casas. Que tendes vós, que esmagais o meu povo e moeis as faces dos pobres? Diz o Senhor Deus dos Exércitos. (Isaías 3:10-15)

Como Pedro escreveu, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo (2 Pedro 2:9). Uma das formas pela qual o Senhor julga as pessoas rebeldes é dando-lhes líderes indignos que os levam ainda mais para longe das verdades de Deus pelo engano da humanidade.

Se você está lendo com atenção, pode ver os paralelos com a atual situação dos EUA. Nós desfrutamos tanta riquesa e agora que ela está sendo tirada de nós, não sabemos o que fazer. Procuramos por alguém, qualquer um, que diga que pode resolver o problema independentemente de sua experiência, ou falta dela. Nós temos uma esperança irracional de que nossos problemas serão resolvidos dentros dos próximos vários meses e queando isso não acontecer ficaremos todos irritados. Não percebemos que como povo rebelde não temos direito a esperar que Deus nos dê líderes que possam solucinar nossos problemas. Mais provavelmente seremos levados ainda mais para fora do caminho.

Diz ainda mais o Senhor: Porquanto as filhas de Sião se exaltam, e andam com o pescoço erguido, lançando olhares impudentes; e quando andam, caminham afetadamente, fazendo um tilintar com os seus pés;

Portanto o Senhor fará tinhoso o alto da cabeça das filhas de Sião, e o Senhor porá a descoberto a sua nudez, naquele dia tirará o Senhor os ornamentos dos pés, e as toucas, e adornos em forma de lua, os pendentes, e os braceletes, as estolas, os gorros, e os ornamentos das pernas, e os cintos e as caixinhas de perfumes, e os brincos, os anéis, e as jóias do nariz, os vestidos de festa, e os mantos, e os xales, e as bolsas. Os espelhos, e o linho finíssimo, e os turbantes, e os véus.

E será que em lugar de perfume haverá mau cheiro; e por cinto uma corda; e em lugar de encrespadura de cabelos, calvície; e em lugar de veste luxuosa, pano de saco; e queimadura em lugar de formosura. Teus homens cairão à espada e teus poderosos na peleja. E as suas portas gemerão e prantearão; e ela, desolada, se assentará no chão. (Isaías 3:16-26)

Em tempos antigos as mulheres cativas eram marcadas, suas cabeças eram raspadas e anéis eram colocados em seus narizes, pelos quais elas eram arrastadas em trapos para a servidão. Imagens do holocausto refletem uma adaptação mais moderna. Nos tempos do Fim o povo da Terra verão isto ainda mais uma vez.

Isaías 4 ... O Ramo do Senhor
E SETE mulheres naquele dia lançarão mão de um homem, dizendo: Nós comeremos do nosso pão, e nos vestiremos do que é nosso; tão-somente queremos ser chamadas pelo teu nome; tira o nosso opróbrio. (Isaías 4:1)

Começando em Isaías 3:16 o Senhor fez Isaías falar contra a vaidade das mulheres de Israel. Sua riquesa e seu orgulho serão tirados ao ponto em que várias mulheres desejarão se unir e concordarão em pagar suas próprias despesas para ficar debaixo da proteção legal de um homem através do casamento.

Naquele dia o renovo do Senhor será cheio de beleza e de glória; e o fruto da terra excelente e formoso para os que escaparem de Israel. E será que aquele que for deixado em Sião, e ficar em Jerusalém, será chamado santo; todo aquele que estiver inscrito entre os viventes em Jerusalém; quando o Senhor lavar a imundícia das filhas de Sião, e limpar o sangue de Jerusalém, do meio dela, com o espírito de justiça, e com o espírito de ardor. E criará o Senhor sobre todo o lugar do monte de Sião, e sobre as suas assembléias, uma nuvem de dia e uma fumaça, e um resplendor de fogo flamejante de noite; porque sobre toda a glória haverá proteção. E haverá um tabernáculo para sombra contra o calor do dia; e para refúgio e esconderijo contra a tempestade e a chuva. (Isaías 4:2-6)

Quando o Messias vier trará um Espírito de julgamento e um Espírito de fogo para limpar o mundo. Os crentes vivos serão recebidos no Reino (Mat. 25:34) enquanto os descrentes serão levados para a punição eterna (Mat. 25:46).

Quanto às mulheres de Sião, há um belo retrato aqui do Messias lavando suas impurezas. No verso 5 a palavra traduzida como "defensa" (KJV) ou "dossel" (ARA) ou "proteção" (ARCF) é chuppah, o dossel Judeu das bodas, simbolizando que o Messias cumprirá a profecia de Isaías 4:1 e se "casará" com todas elas trazendo-as sob Sua proteção, para serem chamadas pelo Seu nome. E no verso 6 a palavra traduzxida como "tabernáculo" (KJV e ARCF) ou "pavilhão" (ARA) é sukkah. Esse é o nome do abrigo que os Judeus constroem na Festa dos Tabernáculos, para simbolizar a habitação do Senhor no meio deles. A coluna de fogo à noite e de nuvens de dia completam os memoriais do Seu tempo com eles no deserto (Êxodo 13:21) e anunciam que, uma vez mais, Deus habitará com o Seu povo em um tempo de total proteção e provisão. Prepare-se, Planeta Terra, você quase pode ouvir os Passos do Messias. 10-01-09