Ikvot ha'Mashiach

Ikvot ha'Mashiach é uma frase Hebraica que significa "Os Passos do Messias". Ela é freqüentemente utilizada para descrever passagens do Antigo Testamento que falam da Sua vinda. Nesta área nós relacionamos eventos atuais com aqueles preditos na profecia. Se escutar com atenção, você quase pode ouvir os passos do Messias.

Os Tempos do Fim Segundo Jesus - Parte 4

(Por que o Senhor não Mencionou o Arrebatamento?)

Um Estudo Bíblico por Jack Kelley – www.gracethrufaith.com

Em 51 AD, quase 20 anos após a ressurreição, o Apóstolo Paulo se tornou o primeiro a revelar o incrível segredo que se tornaria conhecido como o Arrebatamento da Igreja. Ele o fez nos primeiros comunicados escritos, sua primeira carta aos Tessalonicenses (1 Tes 4.16-17), repetindo-o quatro anos depois em uma carta aos Coríntios (1 Cor 15.51). Ao fazê-lo, Paulo finalmente identificou o grupo mencionado em Mat 24.31, que estaria no Céu aguardando para voltar com o Senhor em Sua 2ª vinda.

Leia mais...

Guerra e Paz no Oriente Médio

Uma Perspectiva por Jack Kelley - www.gracethrufaith.com

“Se vós vindes a mim pacificamente e para me ajudar, o meu coração se unirá convosco; porém, se é para me entregar aos meus inimigos, sem que haja deslealdade nas minhas mãos, o Deus de nossos pais o veja e o repreenda.” (1 Cron 12.17)

“E curam superficialmente a ferida da filha do meu povo, dizendo: Paz, paz; quando não há paz.” (Jer 6.14)

Em um estudo de contrastes, dois eventos importantes foram anunciados esta semana que demonstram a volatilidade do Oriente Médio nestes dias.

 

Leia mais...

Os Tempos do Fim Segundo Jesus - Parte 2

Um Estudo Bíblico por Jack Kelley – www.gracethrufaith.com

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo. E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” (Mat 24.9-14)

Leia mais...

Os 144.000 de Apocalipse 7 e 14

Um estudo Bíblico por Jack Kelley – www.gracethrufaith.com

Em Apocalipse 7:3-8 um grupo de 144.000 é apresentado como os servos do nosso Deus. Eles recebem o Selo do Deus Vivo em suas testas para protegê-los dos julgamentos que sobrevirão ao mundo contra a terra, o mar, e as árvores.

"Não danifiquem nem a terra, nem o mar, nem as árvores até que selemos as testas dos servos do nosso Deus" Então, ouvi o número dos que foram selados: 144.000 de todas as tribos de Israel.

Da tribo de Judá, foram selados 12.000; da tribo de Rúben, 12.000; da tribo de Gade, 12.000; da tribo de Aser, 12.000; da tribo de Naftali, 12.000; da tribo de Manassés, 12.000; da tribo de Simeão, 12.000; da tribo de Levi, 12.000; da tribo de Issacar, 12.000; da tribo de Zabulom, 12.000; da tribo de José, 12.000; da tribo de Benjamim, 12.000.

Este grupo é claramente identificado como sendo de entre a população judaica, com 12.000 provenientes de cada uma das 12 tribos nomeadas. Não há nenhuma boa razão para ler esta passagem de outra forma que não seja literalmente. Não há muito de uma natureza específica para justificar uma interpretação simbólica (Apocalipse 7:3-8).

Quantas Tribos Existem, Afinal?

Havia inicialmente 12 tribos, mas depois da reunião no Egito Jacó adotou os dois filhos de José e dividiu sua tribo entre eles. Assim, contando Efraim e Manassés, filhos de José, na verdade existem 14 nomes para escolher. Se você quiser os 12 originais, conte José. Se quiser deixar de fora Levi, porque está indo para a guerra e Levi é isento, divida José pela metade e chame uma metade de Efraim e a outra de Manassés. Em Apocalipse 7 o Senhor quis evitar mencionar Dan e Efraim, então incluiu Levi e dividiu José com Manassés.

Por Que Dan e Efraim?

Em 1 Reis 12:12-33 Cidade de Dan é identificada como o local em que um dos dois bezerros de ouro foi colocados para adoração. O outro estava em Betel, na região de Efraim. Betel tornou-se, na verdade, o centro de adoração religiosa para o Reino do Norte antes do templo ser construído em Samaria. Beth-El significa casa de Deus. ote bem que issoo tudo ocorreu quase 300 anos após a fuga do Egito. Quando eles foram dedicados, o sacerdote pagão realmente citou as palavras que Aarão falara na apresentação original do bezerro de ouro no Monte Sinai, dizendo: "Estes são teus deuses, Israel, que te tiraram do Egito." Incrível. Uma ou duas vezes o Senhor usou o nome de Efraim para abordar todo o Reino do Norte.

A colocação de bezerros de ouro nessas duas cidades marcou o início da adoração de ídolos em Israel. Foi a razão para todos os fiéis de todas as tribos se mudarem para o sul (2 Cr. 11:16) e a posterior destruição do Reino do Norte pelos Assírios.

2 Reis 10:29 explica que esses bezerros ainda eram adorados em Dã 100 anos mais tarde. Talvez por isso, a tribo de Dã nem sequer é mencionada e Efraim é incluída somente por inferência. (José e Manassés são incluídos na lista e, claro, quando você subtrai Manassés de José, sobra Efraim.)

Portanto, faz sentido ver os 144.000 de Apocalipse 7 exatamente como estão descritos ... judeus messiânicos chamados pelo Senhor para testemunhar ao mundo depois que a igreja tiver desaparecido. Eles são o cumprimento do fim dos tempos da profecia de Isaías 43:10, sendo testemunhas do Senhor para as nações pagãs da Terra.

Então Quem são Esses Caras?

Então olhei, e diante de mim estava o Cordeiro, em pé sobre o Monte Sião, e com ele 144.000 que traziam escritos na testa o nome dele e o nome de seu Pai. Ouvi um som dos céus como o de muitas águas e de um forte trovão. Era como o de harpistas tocando seus instrumenos. Eles cantavam um cântico novo diante do trono, dos quatro seres viventes e dos anciãos. Ninguém podia aprender aquele cântico, a não ser os 144.000 que haviam sido comprados da terra. Estes são os que não se contaminaram com mulheres, pois se conservaram castos e seguem o Cordeiro por onde quer que ele vá. Foram comprados dentre os homens e ofertados como primícias a Deus e ao Cordeiro. Nenhuma mentira foi encontrada na boca deles; são imaculados  (Ap. 14:1-5).

O grupo identificado em Ap. 14:1-5 é substancialmente diferente. Esse grupo está em pé sobre o Monte Sião no Céu (Heb. 12:22-24) e eles têm os nomes de ambos, o Pai e o Filho, escritos nas suas testas. Eles são descritos como tendo sido redimidos da terra e estão diante do Trono de Deus cantando uma nova canção, uma canção só eles podem cantar. (Observe que os 24 anciãos e os quatro seres viventes estão lá também. Eles só aparecem ao redor do trono no Céu). Eles são puros e irrepreensíveis, uma frase usada apenas em referência à igreja (Ef. 5:25-27). Eles foram comprados dentre os homens (Ap. 5:9), e são oferecidos como primícias a Deus e ao Cordeiro. A frase "não se contaminar com mulheres" significa que eles são virgens, outra referência à igreja (2 Cor. 11:2). Estes 144.000 foram considerados totalmente irrepreensíveis, mais uma prova de que são os redimidos no céu. Nenhum ser humano na Terra é irrepreensível.

Uma Bela Descrição

Hebreus 12:22-24 fornece uma bela descrição desse grupo. "Mas vocês chegaram ao Monte Sião, à Jerusalém celestial, à cidade do Deus vivo. Chegaram aos milhares de milhares de anjos em alegre reunião, à Igreja dos primogênitos, cujos nomes estão escritos nos céus. Vocês chegaram a Deus, juiz de todos os homens, aos espíritos dos justos aperfeiçoados, a Jesus, mediador de uma nova aliança, e ao sangue aspergido, que fala melhor do que o sangue de Abel".

A semelhança é inconfundível. Por sua localização (céu) e seu estado espiritual (puros e irrepreensíveis) eles são uma reminiscência de um grupo visto pela primeira vez em Apocalipse 5 e descritos como Reis e Sacerdotes. Apenas um grupo se encaixa nessa descrição ... a Igreja. Em seu caso, o número 144.000 é simbólico, um múltiplo de 12, o número da perfeição governamental. Eles são uma amostra dos redimidos, trazidos ao Céu no arrebatamento de Apocalipse 4, e apresentados como os primeiros frutos da colheita.

Como você pode ver os dois grupos não são o mesmo. Com um, seu número é específico, no outro é simbólico. Um grupo é exclusivamente das tribos de Israel, o outro é simplesmente "da Terra". Um grupo ainda está em seu estado natural na terra, o outro foi redimido da terra e está no céu. Em resumo, elas têm uma semelhança, mas inúmeras diferenças que tornam impossível para eles serem o mesmo. (07-02-03).

 

Os Tempos do Fim Segundo Jesus - Parte 1

Um Estudo Bíblico por Jack Kelley – www.gracethrufaith.com

O Sermão do Monte é o nome que os estudiosos deram a uma preleção profética particular que nosso Senhor deu a Pedro, Tiago, João e André no Monte das Oliveira. Ele está registrado em Mateus 24-25, Marcos 13-14 e Lucas 21. João, apesar de presente à preleção, não a incluiu em seu evangelho, preferindo, ao contrário, focar no tempo que Jesus passou com seus discípulos no Aposento Superior na noite em que foi traído. Revisando o Sermão do Monte, nos apoiaremos primariamente na descrição de Mateus, sendo esta a mais detalhada, adicionando trechos de Marcos e Lucas onde eles ajudem a esclarecer a mensagem. E tentaremos ficar tão próximos das próprias palavras do Senhor quanto possível, para evitar tirar quaisquer conclusões falsas da passagem.

Leia mais...

Os Tempos do Fim Segundo Jesus - Parte 3

Um Estudo Bíblico por Jack Kelley – www.gracethrufaith.com

“Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai. E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem. Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra” (Mat 24.36-41).

Leia mais...

As 70 Semanas de Daniel

Um Estudo Bíblico por Jack Kelley - www.gracethrufaith.com

Muitos crêem que Daniel 9.24-27 é a mais importante passagem da profecia em toda a Bíblia. Quase todos os enganos com que me deparei ao estudar as várias interpretações da Profecia do Tempo do Fim podem ser devidos a um mal entendimento desta passagem.

Leia mais...