A Ressurreição dos Santos do Antigo Testamento

P. Acabei de terminar a leitura de seu excelente artigo "Defendendo o Arrebatamento Pré-Tribulação (Novamente)". Gostei muito da sua pesquisa. Gostaria de apontar que acredito que voce tenha citado Daniel 12:2 quanto a quando os Santos do Antigo Testamento ressuscitarão no final da tribulação. Creio que se você olhar nos evangelhos eles mostram os santos do Antigo Testamento no sedio de Abraão e que eles ressuscitam junto com Jesus, é por isso que muitas sepulturas se abriram e eles foram vistos por pessoas vivas.

R. Em Mat. 27:52-53 lemos sobre muitos santos que saíram de suas sepulturas e foram vistos em Jerusalém em seguida à ressurreição do Senhor. Mas Daniel 12:1-2 declara que no tempo da Grande Tribulação, o povo de Daniel (Judeus) cujos nomes estão escritos no Livro, será libertado e multidões que estão dormindo no pó da Terra acordarão, alguns para a vida eterna e alguns para a vergonha e desgraça. Não foi dito a Daniel que 1000 anos separariam a ressurreição desses dois grupos, somente que começaria no início da Grande Tribulação. Duas vezes lhe foi dito que o objeto dessa passagem é o povo de Daniel.

A Bíblia obviamente não pode contradizer a si mesma. Ambas as passagens têm que estar corretas. Seria o grupo que saiu de seus túmulos para aparecer em Jerusalém somente um exemplo, como alguns acreditam? Isso os faria cumprir a "oferta movida" exigida na Festa das Primícias em que um exemplar da colheita era trazido para o templo para ser movida sobre o altar para que toda a colheita pudesse ser aceita (Lev. 23.9-11). Como a ressurreição foi o cumprimento das Primícias, existe lógica nesta visão.

Ou eles eram visíveis mas ainda não em seus corpos ressurretos, como Lázaro ainda não estava no seu quando saiu do sepulcro? Esta opinião sustenta que eles estão aguardando seus corpos ressurretos no céu até o final da Grande Tribulação, exatamente como os espíritos dos Cristãos no céu aguardam o Arrebatamento para receber os seus.

Como a passagem de Mateus diz "muitos santos" e não "todos os santos", eu me inclino para a primeira visão. Todos os que morreram na fé em um redentor vindouro foram retirados do Paraíso após  a Ressurreição (Ef. 4:8). Alguns, talvez aqueles que seriam facilmente identificáveis, receberam uma presença física para cumprir a oferta movida exigida e confirmar as profecias sobre a ressurreição dos mortos, tal como Daniel 12:2. Todos foram para o céu com o Senhor para esperar seus corpos ressurretos no final da Grande Tribulação.

Mateus escreveu seu evangelho para os Judeus e é o único que registra esse evento. Isto dá credibilidade ao "Judaísmo" de seu exemplo de uma Ressurreição corpórea. Como os Saduceus não acreditavam em ressurreição corpórea, talvez isto foi feito para lhes mostrar o erro de sua crença bem como cumprir os detalhes das Primícias.