Como Foi Nos Dias de Noé

Um Estudo Bíblico por Jack Kelley – www.gracethrufaith.com

E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem (Mat 24.37). O tempo que levou até o dilúvio era muito parecido com o nosso tempo por ser caracterizado por uma deliberada e crescente despreocupação como s caminhos de Deus. Finalmente “viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente” (Gen 6.5).

Que Dia é Esse?

Foram 1656 anos da criação de Adão até o Dilúvio e, naquele tempo, o homem havia degenerado de um ser criado à própria imagem de Deus que andava e falava com Ele a um cujos pensamentos e ações eram totalmente depravados e inclinados somente para o mal (para uma linha de tempo de Adão até o Dilúvio veja De Adão a Abraão). Já se foram cerca de 1973 anos desde que o homem foi recriado pelos eventos na Cruz (2 Cor 5.17). Os cientistas estão começando a especular que o tempo não foi sempre constante, e sabemos que por volta de 750 AC algo aconteceu para mudar a órbita da terra aumentando a duração de um ano em 5,25 dias e fazendo os calendários do mundo antigo se alterarem de acordo. Durante os tempos essas alterações se provaram insuficientes, então em 1582 AD o calendário Gregoriano (pelo Papa Gregório) foi desenhado para o mundo ocidental para substituir o ultrapassado calendário Juliano (de Júlio César) que estava em uso desde 4 AD. Ele avançou as datas em dez dias para realinhar o calendário com o Equinócio Vernal, alterou o começo do ano de 25 de Março para 1 de fevereiro e modificou o cálculo Juliano dos anos bissextos para compensar os 5,25 dias extras. Os países Católicos Romanos da Europa adotaram o novo calendário imediatamente, mas foi somente após 170 anos depois, quando os EUA estavam nascendo, que a Inglaterra finalmente aceitou as alterações Gregorianas (com o avanço de um dia adicional), então o calendário que usamos hoje tem cerca de 250 anos de idade. O que isso significa é que enquanto um ano na terra sempre marcou o final de uma volta ao redor do sol, o tempo real que se passa pode ter mudado substancialmente. É claro que no Céu não há tal confusão, e parece que na profecia os anos sempre consistem de 12 meses de trinta dias, ou 360 dias. É assim que a Grande Tribulação pode ser medida como 3 anos e meio, ou 42 meses ou 1260 dias. Imagino se quando chegarmos ao Céu nós aprenderemos que de acordo com o calendário de Deus os espaços de tempo de Adão até o Dilúvio e da Cruz até a Grande Tribulação não terão sido os mesmos. Como foi nos dias de Noé.

De Que Planeta Você É?

Também fizemos menção das misteriosas pessoas em Gen 6.4 chamadas de Nephilim, fruto do cruzamento entre seres angélicos e terrenos (veja Noé e o Dilúvio, Parte 1 – Os X-Men). Poderiam esses seres com força sobrenatural (origem dos titãs e semi-deuses da mitologia) ser chamados de alienígenas hoje? Em muitos encontros alienígenas documentados parece haver grande interesse da parte deles sobre o nosso sistema reprodutivo. Estariam os alienígenas usando humanos para criar novamente uma super-raça? Na tradução King James de Dan 2.43 há uma curiosa referência a alguém “se misturando com semente humana” nos últimos dias. Seria o Anticristo parte alienígena ou estaria no comando de seres que são parte alienígenas e parte humanos? Como foi nos dias de Noé.

Fora do Caminho

Mas, em todos os meus anos de estudo comparando os dias de Noé com o fim dos tempos, uma idéia recentemente se tornou muito mais clara para mim. Em Gen 6.3 Deus advertiu da remoção de Seu Espírito da terra antes do julgamento vindouro. Alguns vêem essa passagem como definição do tempo de vida do homem, mas na pode ser. Em Salmos 90.10 nos é dito que o tempo de vida do homem é de 70 anos com mais 10 se tivermos força. 120 anos foi o tempo que Deus deu ao homem para se preparar para o julgamento vindouro e antes desse julgamento Ele iria remover Seu Espírito da terra. Em 2 Tes 2.7 uma advertência similar é dada a respeito do fim dos tempos, e há confusão sobre sua interpretação exatamente como com Gen 6.3. A única interpretação verdadeiramente literal dessa passagem é que ante que o Anticristo possa ser revelado em todo o seu poder, iniciando a Grande Tribulação, a força restritiva do Espírito Santo precisa ser tirada do caminho (literalmente do meio, e dentre).

Então, quando eu estava lendo Gênesis 6 novamente, a coisa mais notável aconteceu. Em minha Bíblia Gen 6.3 está na coluna da direita, cerca de 2,5 centímetros abaixo da página e havia sido destacada por anos. Na coluna da esquerda em oposição direta está outro verso que eu também havia destacado a anos. É Gen 5.24 que diz: Enoque andou com Deus e já não era mais porque Deus o levou para Si. Vendo esses dois versos lado a lado a seqüência de eventos repentinamente se tornou tão óbvia para mim. Enoque foi tirado vivo da terra e o Espírito Santo foi retirado. Então em Gen 6.5 o comportamento do homem é descrito como tendo se tornado intoleravelmente mau e em Gen 7 o julgamento veio, nesta ordem.

O nome de Enoque significa ensino e, de acordo com Judas 14-15, ele deu a primeira profecia da 2ª vinda. A tradição hebraica diz que ele nasceu no 6º dia de Sivan no calendário hebraico e foi tomado por Deus em seu aniversário. O 6º dia de Sivan é o dia que conhecemos como Pentecostes, o dia do nascimento da Igreja. Por essas razões Enoque é normalmente visto como um modelos ou tipo da igreja, cujo chamado também é para ensinar ao mundo os caminhos do Senhor e falar sobre Sua volta.

Você Prometeu que Não Faria Isso

A Bíblia declara que o Espírito Santo está selado dentro dos crentes como um depósito garantindo nossa herança (Efe 1.13-14). Paulo escreveu que O Espírito Santo será retirado da terra antes que o Anticristo seja autorizado a iniciar o julgamento chamado de Grande Tribulação. Remover o Espírito Santo sem também remover a Igreja quebraria a promessa de Deus para nós, já que requereria um “deselamento” do Espírito Santo de dentro de nós. Se Enoque é realmente um modelo da igreja e se a profecia do Senhor em Mat 24.37 inclui a seqüência de eventos, como parece provável, então um dia em breve seremos tomados vivos (arrebatados) da terra, o Espírito Santo será retirado, o comportamento do homem se tornará intoleravelmente mau e o julgamento virá, tudo nessa ordem. Como foi nos dias de Noé. Selah.