O Que Deus Fez No Oitavo Dia?

"E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera." (Gênesis 2:2-3)

Esses dois versos são muito diferentes daqueles que descrevem o dias antecedentes no relato da criação. Todos eles incluiram a frase "E foi a tarde e a manhã, o dia ...". Não foi assim com o sétimo dia. Também a palavra Hebraica traduzida como descansou é Shabat (pronunciada sha-BAT). A palavra Inglesa Sabbath e a a nossa Sábado vêm dessa palavra. Ela aparece 71 vezes na Bíblia e 47 dessas vezes ela é traduzida como "cessar". Somente 11 vezes ela significa descansar.

Esse Dia Terminará?
Obviamente, o sétimo dia teve um começo e um fim como todos os dias antes e depois dele. Mas o fato de que não há menção disso no texto do relato da criação indica que em sentido espiritual esse dia nunca terminou. Não há um oitavo dia da criação. Deus jamais retomou Sua obra da criação e é por isso que uma palavra que também significa cessou foi usada para descrever Seu descanço Sabático.

Agora, não me acuse de promover a teoria do "Grande Relojoeiro" da criação. Essa é aquela em que Deus criou o mundo e tudo o que nele há, então o colocou em movimento, e desde então está apenas assentado observando-o se movimentar desde então. Vejamos o que Deus tem feito desde que parou de criar. Começaremos com o Evangelho de João.

"E por esta causa os judeus perseguiram a Jesus, e procuravam matá-lo, porque fazia estas coisas no sábado. E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só quebrantava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus. Mas Jesus respondeu, e disse-lhes: Na verdade, na verdade vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente." (João 5:16-19)

Isso nos diz que tanto o Pai quanto o Filho têm tanto a fazer que trabalham todos os dias, mesmo no Sábado. Então, o que Eles estão fazendo? Mateus 11:5 explica. "Os cegos vêem, e os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é anunciado o evangelho."

Quase assim que a Criação terminou, ela foi sujeita ao pecado. Daquele dia até hoje o Pai e o Filho têm estado batalhando para nos proteger dos efeitos do pecado em nossas vidas.

Então, eles não estão só esperando assentados. Ambos têm estado trabalhando todos os dias desde então, inclusive no Sábado. Mas o meu ponto é, Deus nunca retomou a obra da criação. No que concerne à criação, Ele nunca cessou seu descanso Sabático.

Em Números 15:32-36 nós lemos sobre um homem que foi pego ajuntando lenha no Sábado. Essa era uma violação do mandamento, mas os Israelitas não sabiam o que fazer com ele. Quando perguntaram para Deus, Ele lhes disse para levá-lo para fora do acampamento e apedrejá-lo até a morte. Deus falava sério quanto ao trabalho no Sábado.

O Que era Externo e Físico no Antigo se Torna Interno e Espiritual no Novo
Mas quando chegamos ao Novo Testamento descobrimos que o mandamento para descansar no Sábado é o único dos 10 Mandamentos não especificamente repetido. De fato, a referência mais freqüente ao mandamento do Sábado no Novo Testamento se refere às suas freqüentes e flagrantes violações pelo Senhor. Em seis ocasiões diferentes o Senhor defendeu o trabalho no Sábado, cada uma delas mostrando aos líderes religiosos de então que suas regras para guardar o Sábado eram feitas por homens, arbitrárias e contrárias ao propósito de Deus. Por exemplo, os sacerdotes no Templo violavam todos os Sábados (Mat 12:5) e o povo podia dar água a seus animais (Luc 13:15) ou resgatá-los do perigo (Mat 12:11), mas não podiam curar uma pessoa (Luc 13:14).

Em Romanos 14:5 Paulo ensinou que temos o direito de considerar um dia mais santo que outros ou de considerar todos os dias iguais, baseado em nossas convicções pessoais. E em Colossenses 2:16-17 ele nos disse para não deixar ninguém nos julgar em relação a festas religiosas ou à celebração da Lua Nova ou ao dia do Sábado. Ele disse que essas coisas eram somente uma sombra das coisas que estavam por vir, que a realidade se encontrava em Cristo.

De alguma forma o mandamento do Sábado deveria nos ensinar algo sobre nosso relacionamento com Jesus. Então, vamos descobrir o que é. 

Deus criou os Céus e a Terra. Eles não fizeram nada para ajudar, Ele fez tudo. Ao final de seis dias, Ele descansou (cessou) de Sua obra porque estava terminada. Ele nunca mais retomou a obra da criação. Ele tornou santo o sétimo dia, um dia sem fim. Não houve um oitavo dia. Então Ele criou um memorial. Desde então o sétimo dia era um dia de descanso em que nenhum trabalho era permitido para nos lembrar que quando Sua obra terminou Ele descansou.

Como estamos aprisionados na dimensão do tempo, não podemos ter dias sem fim. Então, quando Deus determinou nosso calendário, Ele tornou santos todos os sétimos dias, e então o calendário começava novamente. Nunca houve um oitavo dia. Isso era para nos ajudar a ver que o sétimo dia, o dia de descaso, nunca termina. Para ressaltar a importância disso, Ele tornou punível com a morte o trabalhar no sétimo dia.

Mas o homem perdeu o sentido disso. Nós achamos que era sobre trabalhar no Sábado quando na verdade se tratava de descansar quando a obra está terminada. Eis aqui como isso se relaciona com Jesus. 

Jesus veio à terra com uma obra a fazer. Era a de morrer pelos pecados do povo para que pudéssemos ser redimidos e viver para sempre com Ele (João 1:29). Ele estava nos fazendo uma nova criatura (2 Cor 5:17). Nós não fizemos nada para ajudar, Ele fez tudo. Quando Ele foi para a cruz, Sua obra estava terminada. É por isso que Suas últimas palavras antes de morrer foram "está consumado". Então Ele baixou Sua cabeça e rendeu Seu espírito (João 19:30). Ele nunca teve que fazer a obra da redenção novamente, pois por aquele sacrifício tornou perfeitos para sempre aqueles que se fazem santos (Heb 10:14). Quando Ele ascendeu ao Céu, se assentou à mão direita do Pai. Com efeito, Ele descansou. A obra da nossa nova criação estava terminada.

É por isso que alguns teólogos s e referem à "obra completa" do Senhor na cruz. Também é por isso que o escritor de Hebreus disse que voltar ao sistema sacrifical Judaico era relegar Sua morte ao mesmo status dos sacrifícios de animais e O sujeitava à desgraça pública (Heb 6:6). Isso significava que eles não acreditavam que a obra estava terminada.

Qual é a Nossa Obra?
"Disseram-lhe, pois: Que faremos para executarmos as obras de Deus? Jesus respondeu, e disse-lhes: A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou." (João 6:28-29)

Quando você crê que Jesus foi crucificado por você e que por Sua morte todos os pecados da sua vida são perdoados, você fez o que Deus requer e a obra da sua salvação está terminada. Você herdará a vida eterna. "Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia" (João 6:40). Quando você crê nisso, você entrou em seu sétimo dia eterno, seu Descanso Sabático.

Portanto, resta ainda um repouso para o povo de Deus. Porque aquele que entrou no seu repouso, ele próprio repousou de suas obras, como Deus das suas (Heb 4:9-10). Assim como Deus nunca mais retomou a obra da criação, e Jesus nunca mais retomou a obra da redenção, você nunca mais precisará retomar a obra da salvação. Você é uma nova criatura e a obra está terminada. Agora você descansa, assim como Eles descansaram.

Por favor, leia isto com carinho. Como podemos ver no que está acima, as pessoas que ficam perguntando se o Sábado ou o Domingo é o dia de descanso correto para os Cristãos estão fazendo a pergunta errada. A pergunta que todos precisamos fazer é se estamos guardando o Sábado ou não. Não importa que você diga que é nascido de novo. Qualquer obra que você faça para ganhar ou manter sua salvação depois de dizer que aceitou a obra que Jesus fez por você é evidência de que você não acredita que a obra está terminada. Isso o sujeita à penalidade do transgressor do Sábado em Números 15. A dele foi a morte física, mas a sua será a morte espiritual, porque ao continuar a trabalhar depois que a obra está terminada você está dizendo que Jesus não terminou seu trabalho, então você tem que completá-lo e salvar a si mesmo. Isso significa que você não acredita que Ele o salvou, e isso significa que você não fez a única coisa que Deus lhe disse para fazer: "Crer nAquele que Ele enviou". Isso significa que você não está salvo.

Se você acredita que pode perder sua salvação por causa do seu comportamento, isso significa que você não acredita que Jesus levou todos os pecados da sua vida para a cruz (Col 2:13-15) e, portanto, você não acredita que Ele o salvou completamente (Heb 7:25). Isso significa que você não acredita que Deus aceitou a responsabilidade por mantê-lo salvo (2 Cor 1:21-22) e você tem que terminar a obra você mesmo através de padrões de comportamento. Isso significa que vocdê está trabalhando para se manter salvo depois de a obra da sua salvação estar terminada, o que significa que você está se sujeitando à penalidade do transgressor do Sábado em Números 15. Isso significa que você não está salvo.

Não resta muito tempo para a Igreja. O Senhor pode vir enquanto você está lendo isto. Por favor considere essas coisas com cuidado. Assegure-se de que você está realmente salvo pela graça através da fé. Não pelas obras para que ninguém se gabe (Efésios 2:8-9). Você não pode estar trabalhando para ser salvo e não pode estar trabalhando para se manter salvo. Ou você está salvo para sempre ou nunca soi salvo. Lembre-se, àquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça (Romanos 4:5). Não há oitavo dia. Você quase pode ouvir os passos do Messias. 24-08-05